Joseph Smith ou Oliver Cowdery: Quem é o Mentiroso?

Oliver Cowdery
          Para quem não sabe, Oliver foi o segundo líder na hierarquia mórmon, quando Joseph Smith fundou a sua igreja, ele ajudou também como escriba do Livro de Mórmon, atuou intimamente com Joseph em quase todos os passos da criação da igreja em 1830. Um grande amigo pessoal e companheiro de Joseph Smith.

          O grande problema aconteceu em 1838, quando Oliver descobriu que Joseph Smith, estava tendo um caso amoroso com a menor de 17 anos, chamada Fanny Alger, sua descoberta foi provavelmente quando Emma Smith, primeira esposa de Joseph Smith, descobriu que a menina que Joseph tinha pego para morar na casa deles, como uma filha adotiva, tinha virado uma amante, vou citar uma declaração não oficial, escrito uma mulher que não vivenciou os fatos, porém foi casada com Brigham Young, segundo profeta mórmon, ela escreveu uma autobiografia onde conta a humilhação e escravidão que era a poligamia, para as mulheres mórmons do século 19, o relato dela nos ajuda a entender como foi que Oliver descobriu o caso de Joseph Smith:  Sr.[Joseph] Smith teve uma filha adotiva, uma muito bonita, jovem agradável, cerca de 17 anos de idade. Ele gostava muito dela; nem a própria mãe poderia ser mais dedicada, e o afeto de um pelo outro era um objeto de constante observação... Consequentemente, foi uma surpresa chocante para as pessoas quando ouviram que a irmã Emma tinha atirado Fanny para fora de casa no meio da noite ... Aos poucos, tornou-se sussurrado que o amor de Joseph por sua filha adotiva foi de modo mais que uma afeição paternal, e sua esposa descobrindo o fato, de uma só vez tomou medidas para colocar a menina fora do seu alcance ... a tempestade ficou tão furiosa, que Joseph foi obrigado a chamar, à meia-noite, por Oliver Cowdery, o escriba, para vir e procurar resolver as questões entre eles ... Emma recusou decididamente permitir que ela permanecesse em sua casa, mas depois de algumas consultas, minha mãe se ofereceu para levá-la até que ela pudesse ser enviada para seus parentes. Embora seus pais vivessem, consideraram a maior honra de ter sua filha adotiva na família do Profeta, e sua mãe [Clarissa Hancock Alger] sempre alegou que ela foi selada a Joseph na época. (Ann Eliza Webb Young, Wife No. 19, or the Story of a Life in Bondage, being a Complete Expose of Mormonism, and Revealing the Sorrows, Sacrifices and Sufferings of Women in Polygamy, (Hartford, Conn: Dustin, Gilman & Co., 1875), 66-67. )  

            Oliver começou a denunciar as atitudes devassas de seu amigo, pois não concordava com o adultério de Joseph Smith, em uma carta que escreveu para seu irmão disse: "Eu nunca confessei quando intimado que deliberadamente menti sobre ele [Joseph Smith]. Quando ele estava aqui, tivemos uma conversa em que em todos os casos, não deixei de afirmar que o que eu tinha dito era estritamente verdadeiro. Um desagradável assunto sujo, imundo dele e Fanny Argel foi falado sobre em que eu estritamente declarei que nunca tinha desviado da verdade sobre o assunto, e como deveria, foi admitido pelo próprio".(Letter to Warren Cowdery, 21 January 1838, Letterbook, Huntington Library, San Marino, California)

            Joseph Smith, negou o adultério, após receber essas acusações, se defendeu fazendo sérias acusações a Oliver, seu amigo intimo, vice-líder da igreja, uma pessoa até então de bom caráter, usou o velho ditado popular, a melhor defesa é o ataque, foram no total nove acusações: History of the Church/Vol_III

Primeiro - Perseguir os irmãos exortando em ações judiciais vexatórias contra eles

Segundo - Tentar destruir o caráter do presidente Joseph Smith Júnior, falsamente insinuando que ele era culpado de adultério.

Terceiro - Tratar a Igreja com desprezo por não comparecer as reuniões.

Quarto - Praticamente negando a fé, declarando que ele iria não ser governado por qualquer autoridade eclesiástica ou revelações que seja, em seus assuntos temporais.

Quinto - Venda de suas terras no Condado de Jackson, ao contrário da revelações.

Sexto - Escrever e enviar uma carta insultuosa ao presidente Thomas B. Marsh, enquanto o último foi no Alto Conselho, atendendo a deveres do seu cargo como Presidente do Conselho, e por insultar o Alto Conselho com o conteúdo da referida carta.

Sétimo - Deixar a sua vocação a que Deus o havia nomeado por revelação, para o bem torpe de ganância, e voltando-se para a prática de lei.

Oitava - Desonrar a Igreja por estar conectado na falso negócio, diz relatório tão comum.

Nona - Desonestamente reter notas depois de terem sido pagos, e finalmente, deixar e abandonando a causa de Deus, e retornando ao elementos desprezíveis do mundo, e negligenciando sua alta e santa vocação, de acordo com a sua profissão. 

         O resultado dessas acusações, Oliver foi excomungado em 12 de Abril de 1838:  "O Bispo e Conselho Superior reuniu no escritório do bispo, 12 de abril de 1838. Após a organização do Conselho, os encargos acima do 11 instante foi lida, também uma carta de Oliver Cowdery, como será encontrado registro no registro Igreja da cidade de Far West, Book A. A 1, 2, 3, 7, 8, 9 e acusações foram sustentadas. A 4 ª e 5 ª acusações foram rejeitadas, e a sexta foi retirado. Por conseguinte, ele (Oliver Cowdery) deixou de ser considerado um membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias."  History of the Church/Vol_III

         Joseph Smith mostrou o sentimento e opinião que tinha a respeito de Oliver Cowdery e outros que até então haviam sido importantes na farsa, ops digo, na obra que ele estava fazendo:  "Tais personagens como McLellin, John Whitmer, David Whitmer, Oliver Cowdery e Martin Harris... nós gostaríamos de te-los esquecido. Marsh e "outro", cujo corações estão cheios de corrupção. cujo manto da hipocrisia não era suficiente para protegê-los ou mantê-los até na hora da angústia, que depois de ter escapado da poluição do mundo através da conhecimento de seu Senhor e Salvador Jesus Cristo, tornou-se novamente emaranhados e superar - seu último estado pior que o primeiro. Mas aconteceu-lhes de acordo com a palavra da Escritura: "O cão voltou ao seu vômito, e a porca lavada ao seu chafurdando na lama ". History of the Church/Vol_III

         O curioso dessa historia é que Oliver saiu da igreja como mentiroso, falso acusador, um homem que tentou denegrir a imagem do santo profeta, um cão que voltou ao seu vômito, tudo isso porque ele disse em 1838,  que Joseph Smith mantinha um caso amoroso com Fanny, coisa que foi amplamente negado por Joseph Smith, porém hoje nos registros da igreja mostram que Joseph e Fanny foram casados em 1833. Essa é uma informação oficial e reconhecida pela igreja Mórmon.

               Joseph e Fanny foram casados em um casamento plural, em 1833, cinco anos depois, ou seja, em 1838, Oliver denuncia, essa promiscuidade e ainda é excluído da Igreja, juntamente com todos os que denunciam qualquer desvio de conduta, do idolatrado Joseph Smith. Tipico de seitas, onde existe um líder central que é considerado  o todo poderoso, suas palavras viram lei de conduta de seus seus seguidores.




Agora te pergunto

QUEM ERAM O MENTIROSO?



 LIBERTE-SE

"... os justos se libertam pelo conhecimento."
Provérbios 11:9

5 comentários:

ads home disse...

Meu caro, onde estão as fontes desta história? Porque se não citar as fontes, como podemos saber que ela é verídica? Abraço.

ads home disse...

Eu olhei o original e não encontrei o texto la de cima da carta de Oliver olhe, traduza digame onde diz sujo, imundo?

“Notwithstanding the feeble sta[t]e of my health, I had previously made preparations, and yet expect to start to morrow morning (Monday) to view still east of where I previously went.”
“I learn from Kirtland, by the last letters, that you have publickly said, that when you were here I confessed to you that I had willfully lied about you— this compells me to ask you to correct that state ment, and give me an explanation— until which you and myself are two.”

Wandyson Moreira disse...

As fontes estão citadas acima:

-History of the Church/Vol_III

-Hartford, Conn: Dustin, Gilman & Co., 1875), 66-67

-Letter to Warren Cowdery, 21 January 1838, Letterbook, Huntington Library, San Marino, California

Wandyson Moreira disse...


“I never confessed intimated that I ever willfully lied about him [Joseph Smith]. When he was here we had some conversation in which in every instance, I did not fail to affirm that what I had said was strictly true A dirty, nasty, filthy affair of his and Fanny Algers was talked over in which I strictly declared that I had never deviated from the truth on the matter, and as I supposed was admitted by himself. (Letter to Warren Cowdery, 21 January 1838, Letterbook, Huntington Library, San Marino, California )

Wandyson Moreira disse...

Existe alguma dúvida que Oliver acusou Joseph Smith de Adultério em 1838, foi excomungado como mentiroso e depois Joseph Smith apareceu com sua esposa plural datada de 1833, confirmado o que Oliver havia informado e Joseph negado?
Tem certas coisas que até fechando os olhos consegue-se enxergar.

Postar um comentário

Blog concluído!
Por isso não estarei retornando para responder comentários!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 

Reflexão Doutrinária Copyright © 2011-2012 | Powered by Blogger