Características da Cidade de Corinto

         Sei que muitas pessoas não tem noção como era o estado em que vivia a cidade de corinto quando Paulo, plantou a igreja e escreveu as cartas de I e II Coríntios. Vou usar alguns textos que estão devidamente identificados sua origem.

A cidade de Corinto era corrompida por algumas razões:

Prostituição
           prostituição. Naquela cidade, a deusa Afrodite era adorada e tinha o seu templo sede na Acrópole, uma montanha com mais de 560 metros de altura, na parte mais alta da cidade. Afrodite era considerada a deusa do amor. Mil sacerdotisas trabalhavam com prostitutas cultuais nesse templo de Afrodite. “Milhares de coríntios adoravam seus deuses ‘visitando” essas “sacerdotisas” 

Homossexualismo
            homossexualismo. Corinto era uma cidade onde ficavam os principais monumentos de Apolo. A adoração a Apolo induzia a juventude de Corinto bem como a juventude grega em geral a se entregar ao homossexualismo. Talvez Corinto fosse o centro homossexual do mundo na época. Muitos membros da igreja de Corinto, antes da sua conversão, tinham vivido na prática do homossexualismo (1Co 6.9-11)

Carnalidade
        

         Carnalidade. Havia na igreja de Corinto divisões e práticas sexuais desregradas. A igreja de Corinto era uma igreja infantil e carnal.


                    Blog ensinador Cristão em 20/09/2012




Templo Pagão
           Havia em Corinto também dois grandes templos, um templo de Afrodite (deusa do amor), e um templo de Apolo (deus da musica, canto, poesia e também representava o ideal da beleza masculina). Diz a história que, havia no templo da deusa Afrodite mil sacerdotisas que aos finais de tarde desciam até a cidade e vendiam seus corpos,sendo assim, elas cultuavam dessa maneira o sexo. Em Corinto havia aproximadamente 250 mil habitantes, e era muito conhecida pela sua luxuria e por sediar os jogos ístimicos.

- Referências: Lei de Kallikratis. Ministério do Interior da Grécia (em grego) e Descrição da Grécia, 2.1.1, por Pausânias (geógrafo)
Wikipedia em 20/09/2012



                A cidade era universalmente conhecida pela sua imoralidade. O termo “rapariga coríntia” era sinónimo de “prostituta” e “corintianizar” significava levar uma vida imoral. Nas comédias gregas, “coríntio” era ocasionalmente a designação dada aos bêbados. De acordo com Estrabão, existiam cerca de mil raparigas escravas trabalhando como prostitutas no templo, no santuário de Afrodite, localizado no Acrocorinthus. Uma inscrição mostra que tinham os seus próprios lugares no teatro. [...]
Site Jesus voltará em 20/09/2012


            "Já observamos que Corinto era uma importante cidade da Grécia. A cidade era famosa em dois aspectos: pela sua cultura, comércio e riqueza, mas também por sua impiedade. Alguns historiadores dizem que a população era de cerca de 400.000 a 500.000 habitantes. Era tão perversa moralmente que o nome da cidade passou a ser usado finalmente para descrever certa perversão sexual. O alcoolismo e a sensualidade estavam na ordem do dia. Grande parte disso se devia à religião daquele lugar. A adoração centralizava-se na deusa do amor, Afrodite, à qual estavam associadas 3.000 sacerdotisas consagradas à imoralidade."
            Espero que tenha ficado claro como era o povo  e sua cultura pagã, posteriormente vai ser muito importante esse conhecimento para basamento de uma futura postagem.

0 comentários:

Postar um comentário

Blog concluído!
Por isso não estarei retornando para responder comentários!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 

Reflexão Doutrinária Copyright © 2011-2012 | Powered by Blogger